sábado, 23 de outubro de 2010

I need you here. I need you soo much

Nunca achei que gostaria tanto de alguém, como gosto de você.
Que me apegaria tão rápido a alguém, como me apeguei à você.
Que precisaria tanto de alguém, como preciso de você agora, nesse momento tão difícil.

Ela veio, se fez de boa garota.
Lhe contei meus segredos mais íntimos, minhas preocupações, tudo.
e pra quê ?
Pra me deixar assim.
Ela se foi. me ao léu.
sem proteção, abrigo e sem você.
E agora não tenho a quem recorrer por que você também se foi.

Junto com ela.

Você se foi com a fútil e me abandonou sem mais explicações.
Me apeguei à você algum tempo atrás, mas não tive coragem de demonstrar claramente.
Hoje me arrependo, se bem que vejo; não teria feito diferença.
por que você não presta. No pior sentido da palavra, você é um salafrário, fútil que não merece minhas lágrimas.
SIM. eu admito que chorei por você.
Chorei por você por medo de te perder, e te perdi.
Chorei por pena dela, e ela se acabou na própria teia de mentiras.
Chorei por medo de te cair, e querer entrar de cabeça nessa teia e foi exatamente isso que você fez.
Você não os ouviu, mas eu sei que te avisaram. Eu os ouvi.

Os ouvi e percebi que eles eram como um filme mudo para você: precisava da legenda.
mas eu não queria, de certa forma, te deixar ler essa legenda; então a escondi.
queria te ver errar, pra te fazer sofrer depois.
Como fui BOBA.

Acabei me esquecendo que você, assim como ela, não liga pra esse tipo de sentimento.
percebi tarde demais que você queria, simplismente brincar comigo, me usar e jogar fora.
me deixar com um gostinho na boca, aquele gostinho que você procura por tempos e tempos sem encontrar outro igual e sabendo que o original seria impossível de ser alcançado duas vezes.
por que quando você chega perto de alcançá-lo pela segunda vez, percebe que tudo oq eu você fez para chegar até ali não adiantou.
Você achou que ele iria dar valor à tudo que você fez, mas eles não são assim.
Achou ainda que ele poderia mudar e querer algo sério ao menos uma vez em sua insignificante vida medíocre.

É isso que você é. medíocre.
você não deu valor, só quis um brinquedo novo para se divertir de formas diferentes por um curto espaço de tempo.
Mas no fim toda criança sempre gosta, e pede volta aquele urso de pelúcio rasgado, sujo, gordo com cara de psicopata que ganhou no aniversário de 1 anoe achou que era o melhor do mundo.

SIM. eu admito que chorei por você, lágrimas de dor por te perder e não poder nem sequer te ver.
lágrimas de dor, por saber o abismo no qual você se encontra e ser incapacitada de te tirar de lá.
é assim que me sinto agora. Incapaz de te salvar desse abismo que você se afunda com vintade e consciência cada dia mais.

Nunca achei que me apegaria tanto a alguem, quanto me apeguei à você.
E hoje vejo, que esse foi um erro.
um erro que eu ainda estou pagando o preço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário